Rádio Teatro - Arte Acústica

Mozart em Óculos Espelhados

(Mozart in Mirrorshades)

(Baseado no conto de Bruce Sterling e Lewis Shiner, da coletânea cyberpunk : Mirroshades - Editora Harbor House 1986, NY.)

música, tradução e direção

Wilson Sukorski

Roteiro

Atores

Rice, Mozart, Jefferson, Jebe, Parker e o Conde

Atrizes

Narrador, Sutherland, Toinette

Cena 1

Música descontruída - Cravos e eletrônica.

Narrador : Voz feminina bem sensual.

..Da colina Norte Rice podia observar Salzburgo do século XVIII espalhada lá embaixo como um sanduíche meio mordido...Imensas torres, tanques de armazenamento ocupavam o lugar da Catedral de St. Rupert...Pequenas colunas de fumaça branca subiam em vários pontos da refinaria...Rice podia sentir o cheiro familiar de petroquímicos de onde estava sentado...

Música...

...Todo este espetáculo o deliciava. Você não pensa seriamente num projeto de viagem no tempo, até que sinta este gosto de incongruência...Como a torre fálica erguida no pátio central do Convento, ou os oleodutos brilhantes cortando as ruas estreitas de Salzburgo...Era a primeira vez que via o complexo do alto, ele que tinha trabalhado nos últimos dois anos na montagem da refinaria...Não pensava como Sutherland que se preocupava demais com os locais...afinal como encontrar um pouco de ação em Salzburgo no Ano da Graça de 1775...

Música Sobe...Lembra op. 40

Narrador : Continua.

...uma engenhoca apareceu na colina perto voando como algo maluco. O piloto, praticamente um menino, tinha um toca fitas portátil preso no braço, Rice reparou que o corte de seu cabelo era recente e estava na moda... Rice reconheceu a música : Sinfonia op. 40 em Sol menor...

Rice :

-Você é Mozart, não é ?

Mozart :

-Wolfgang Amadeus Mozart, seu servo senhor.

-Você sabe que tape é este ?

-Tem meu nome escrito nele...

-Sim você escreveu isto. Ou escreverá, se assim posso dizer, daqui a aproximadamente 15 anos.

-É tão bonito. Eu não domino suficientemente bem sua língua para descrever o que é para mim ouvir isto...

Música vem novamente em primeiro plano.

Cada vez mais lembra o Op. 40.

Narrador :

Algo chamava a atenção de Rice sobre aquele garoto. O entusiasmo e o brilho nos olhos. E, por acaso, acontecia de ser um dos maiores compositores de todos os tempos...

Rice :

- Você esta indo prá cidade ?

Mozart :

- Sim, senhor Diretor da Fábrica.

- Esqueça as formalidades. Onde um cara pode encontrar algo para fazer aqui na cidade ?

Música Tema de Mozart...

Estudo Contrapontístico sobre Ruídos...

 
 

Cena 2

Música composta por Ruídos de Metal

Estereofonia

Narrador :

...No início Sutherland não queria que Rice se encontrasse com Thomas Jefferson, mas Rice conhecia um pouco de física temporal, e Jefferson vinha perguntando muito aos colegas americanos sobre buracos temporais e mundos paralelos...Enquanto esperavam no aeroporto conversavam...Rice usava um chapéu de três bicos...

Sutherland :

- Este é um chapéu Maçon ! Rice ! É um símbolo da reação anti-moderna.

Narrador :

Um grupo político local - maçons livres - controlava o poder econômico e fazia tentativas patéticas para tomar o poder político, até alguma sabotagem às instalações da refinaria...

Rice :

- Deixa disso Sutherland ! Alguns amigos de Mozart me deram na sessão de música na noite passada. Eu gosto. Passei dois anos trabalhando enquanto você jogava tenis com Robespierre e Thomas Paine. E agora fica nervosa que eu me divirta com Mozart. E o Parker ? Fica tocando rock and roll toda a noite no seu programa de rádio ?

- Mas ele é nosso homem de propaganda. Se pudesse pará-lo faria, mas ele tem ligações muito importantes na Realtime. Esqueça e seja polido com o Sr. Jefferson...

Música solene faz o corte.

Jefferson :

- Suas máquinas são impressionantes. Este avião é uma maravilha. Só espero que sua sensibilidade política seja também avançada.

Rice :

- Você está aqui para discutir sensibilidades ?

- Liberdade Senhor ! (épico) . Vocês fizeram certas promessas quando nos aliamos. Garantiram nossa liberdade, equanimidade, para que pudessemos buscar nossa própria felicidade. Mas ao invés disso, encontramos suas máquinas em toda parte, suas bugigangas seduzindo o povo de meu grande País, nossos minerais e obras de Arte desaparecendo em suas fortalezas para nunca mais voltar.

- Ora Tom ! Nós não juntamos forças. Simplesmente tiramos os ingleses para colocá-lo lá. Por outro lado só queremos seu óleo e não nos importamos com sua liberdade.

- Você não está entendendo. Você diz que vem do futuro e está destruindo seu próprio passado...

- Não é verdade. A história é como uma árvore, cada vez que voltamos ao passado um outro galho é criado no tronco principal. Este mundo é apenas mais um desses galhos.

- Então meu mundo não leva ao seu futuro ?

- Exatamente.

- O que os deixa livres para o roubo e a pilhagem a vontade. Enquanto o seu mundo fica seguro e intocado. Acho esta idéia monstruosa (indignado) e muito além de qualquer limite, intolerável. Como podem ser parte de tal despotismo ? Por acaso vocês não tem sentimentos humanos ?

- Claro que sim. Mas o que me diz dos rádios, revistas e da medicina que trouxemos ? Você fica nesta pose de nervoso, enquanto mantém uma legião de escravos em sua terra, e vem querer me dar aula de humanitarismo ?

- Suas palavras nada significam para mim, senhor ! Só quero voltar para casa... (sai) .

Rice para Sutherland :

- Você perde muito tempo lidando com políticos. Acredite este é um tempo simples com pessoas simples. Jefferson está meio chateado mas ele ficará bem. Relaxe... 

Música de Ruídos sobe...  

Cena 3

A Festa : Música Rock - Minuetto

Narrador :

...Rice encontrou Mozart limpando mesas no restaurante principal do Castelo de Hohensalzburg, de calça jeans, jaqueta de couro e óculos espelhados, passaria facilmente por um garoto do futuro...

-Wolfgang como vai de novo trabalho ?

-Wolf, me chame de Wolf, pois soa mais....moderno, não acha ? Você certamente virá para a canja de hoje a noite ?

Música sobe...


Narrador :

...Rice vestiu sua melhor roupa e foi para o clube. Os patrocinadores, todos locais, vestiam-se com qualquer peça trazida pela Realtime. Rice viu inclusive uma garota usando um par de meias de seda bege na cabeça.

"Mozart subiu ao palco. Arpejos de guitarra, em estilo minueto, gritando por sobre motivos corais sequenciados. Pilhas de amplificadores jorrando riffs de sintetizador, inspirados nos tapes K-Tel de hits pops. A audiência barulhenta atirava confetes sobre Mozart...."

Espaço puramente musical.

Versão dessa descrição. (3')

Narrador :

...Mais tarde Mozart já tendo fumado um cigarro de hachiche turco pergunta a Rice sobre o futuro...

Rice :

- O meu futuro, você quer dizer ? Você não acreditaria. Seis bilhões de habitantes, e ninguém tem que trabalhar se não quiser. 500 canais de TV em cada casa. Carros, helicópteros e roupas que lhe tirariam os olhos da cara. Muito sexo fácil. Você quer música ? Você pode ter seu próprio estúdio de gravação, que faria o equipamento que você tem no palco parecer um clavicórdio...

Mozart :

- Verdade ? Eu daria tudo para ver isto. Mas não compreendo porque você saiu de um lugar tão legal quanto este.

- Ficarei aqui por quinze anos. Você precisa entender como o portal funciona. Agora ele é grande o bastante para as necessidades, do tamanho para passar um cabo de telefone, o oleoduto, bagagens e correio. Para aumentá-lo, como para passagem de pessoas e equipamentos fica caro como o inferno. Tão caro que eles fazem isto apenas 2 vêzes, no início e no final do projeto, então tenho que ficar por aqui por 15 anos.

Narrador :

  Rice ficou pensando : (Voz de Rice)

-" Eu aqui me abrindo com Mozart, fazendo o garoto querer imigrar, e não há a menor chance de conseguir um "Green Card". Não com todos os milhões que adorariam viver no futuro, talvez bilhões, se considerarmos os outros projetos, como o Império Romano ou o Novo Reino do Egito...

Rice para Mozart :

-Em todo caso estou feliz por estar aqui. Este é um grande tempo para se viver...Olhe para você, como está se saindo bem...Digo, você não fica me acusando por estar fodendo com seu mundo, ou qualquer outra coisa...

Mozart :

-Você está olhando para o herói de Salzburgo. De fato o Sr. Parker deve ter gravado minha apresentação esta noite. Logo toda a Europa irá me reconhecer...

-Sutherland só lamenta todas as sinfonias que você não irá escrever...

-Quem se importa com as sinfonias. Posso ouví-las a qualquer momento...

Narrador :

...Logo Parker chegou a mesa, cercado por ex-damas de companhia, vestindo blusas de plástico e tubinhos curtos... O pensamento em Marie Antoinette ficou estampado em sua mente...

Música - Rock Minuetto fecha a cena.

Se transforma em algo mais pastoral...

No clima de Mozart real...

 
 

Cena 4

Música Pastoral Romântica

Narrador : (Com um tom meio safado).

...Rice estava sentado nú na ponta de uma cama, suando um pouco mesmo com ar condicionado. Além da janela através dos vidros enfumados do século XVIII, ele vê uma paisagem verde cheia de pequenas quedas d'água...

Marie Antoinette espalhada na cama coberta de cetim cor de rosa, vestindo uma lingerie preta de laçinhos, estava lendo um número da revista Vogue...Toinette quebra um quadrado de chocolate Hershey e apontando para a revista diz :

Toinette : (Voz afetada)

- "Eu quero este biquini de couro"..."Amanhã iremos para o campo, está bem ? Nos vestiremos como camponeses, e faremos amor como nobres selvagens."..."Voce me ama Rice ?.

- Se eu te amo, baby ? Eu amo a idéia de você...

Narrador :

...Nisso toca o telefone. E Mozart aparece na tela de cristal líquido..

Mozart :

-Problemas meu chapa, Sutherland fugiu sedada e só sobraram poucos de vocês. Os comanches estão em revolução no Texas. Greves de trabalhadores em Londres e Viena. A Realtime está derrotada. Eles estão querendo nos mandar embora.

Rice :

- O que ? (alarmado) - Estou indo já para aí...

Música Corta.

Ação. Nervosa.

Narrador :

...O hovercar de Rice pulava na estrada poeirenta a 80 km por hora. Estavam perto da fronteira bávara. Toinette perguntou pelo Green Card e Rice disse que não poderia conseguí-lo. Ele ofereceu em contrapartida um Gray Card, que permitiria a ela visitar todas as ramificações do tempo, sem visitar o tempo futuro. Ele sabia que seria remanejado caso o projeto fracassasse e queria levá-la com ele. Depois de um tempo de silêncio ela disse:

Toinette (sempre afetada) :

- Quero fazer xixi. Pare perto daquelas árvores.

Narrador :

...Rice desligou os motores e parou perto das árvores. A estrada estava deserta. Ela entrou no mato. Nisto perto de uma dúzia de homens o cercaram, portando pistolas primitivas. Eles trajavam uma mistura de roupas muito estranhas e tinham lenços xadrezes na cara...

Rice :

- O que é isso ? Carnaval ?

Narrador :

...O líder tirou sua máscara em sinal de reverência irônica :

-Sou o Conde Axel Ferson, seu servo senhor...

Narrador :

...Rice reconheceu o nome, Ferson tinha sido o amante de Toinette antes da Revolução :

Rice :

- Escute Conde, talvez você esteja meio ressentido por causa de Toinette, mas estou certo que podemos chegar a um acordo. Você já pensou alguma vez em ter uma TV colorida ?

- Afaste de nós vossos presentes satânicos, senhor. Eu nunca sujaria minhas mãos numa vaca colaboracionista. Nós somos a Frente de Libertação dos Maçons Livres...Estamos cientes da inferioridade de armamentos. Por isso o senhor será nosso convidado... Não nos interessa vossas máquinas. Cedo nós mandaremos você para o inferno de onde saístes...

- Com o quê ? Com porretes ? Não esqueça suas fraquezas. Se eles enviarem o Exército Gray Card através do portal não sobrará nenhum de vocês para contar a história...

- Nós estamos preparados para o sacrifício ! A cada dia milhares se juntam ao nosso movimento mundial, sob os olhos daquele que Tudo Vê. Nós reclamamos o nosso destino ! O destino que vocês roubaram de nós.

- Seu destino ? Escute Conde, você já ouviu falar em guilhotinas ?

- Não quero mais ouvir falar em suas máquinas. Amordaçe ele.

Cena 5

Música : Volta Tema Mozart bem leve

Ruídos vão crescendo até encobrir tudo.

Narrador :

...Eles levaram Rice até uma casa de campo nos arredores de Salzburgo. Durante as quinze longas horas de trajeto em carroça, Rice ficou pensando na traição de Toinette. Se eles lhe tivessem prometido um Green Card - e ela faria tudo para conseguí-lo - mesmo assim como ela poderia ter o levado para uma emboscada. E como os Maçons poderiam arrumar um ?

Música vai subindo em suspense...

...Os guardas desfilavam em frente a janela lentamente. Ninguém teria se apresentado para negociar a libertação de Rice, e isto deixava os Maçons nervosos.

Ouviu-se um estrondo distante. (Estrondo forte). Quatro homens sairam para verificar, deixando só um na porta vigiando-o. Rice estava amarrado e amordaçado.

Música...

De repente um tiro de arma pesada cruzou o ar, e uma granada explodiu em frente a janela, e antes que o vigia tivesse tempo de carregar sua arma já estava morto.

Um homem baixo encorpado de jaqueta e calça de couro saltou para dentro da sala. Tinha a cara pintada de preto e seus olhos pareciam orientais, uma trança de cabelo comprido até a cintura. Tinha um rifle de assalto em uma mão e duas granadas na outra...

- Você é Rice, não é ? Eu sou Jebe Noyon do Exército Trans-Temporal.

- Você é do Exército Gray Card ?

Música com toques primitivos...

- Sim ! Os piores lutadores de todos os tempos e lugares. Tinha somente 5 guardas aqui, e eu matei-os todos. Eu Jebe Noyon, ex-general em chefe de Gengis Khan, o terror da Terra...Você deve ter ouvido falar de mim...

- Sinto muito, mas não.

- A Terra se tornava negra nas patas de meu cavalo...

Música com toques primitivos...

Fecha a cena.Tem uma duração mais longa.  

Música ruidosa - Estrondos e gritos..

  Narrador :

...Chegando em Salzburgo eles viram que as coisas tinham ficado piores. Soldados locais estavam caídos em poças de sangue perto da porta da refinaria. Outro batalhão marchava em frente com os mosquetes prontos. Um punhado de Unos e Mongóis pulam o portão e atiram fogo alaranjado através de um lança chamas, logo após corriam para arrancar os escalpos dos sobreviventes. Jebe Noyon sorria abertamente : 

- E como a batalha de Cambaluc ! Só que agora não se pode mais pendurar as cabeças em estacas, nem colecionar orelhas, pois somos civilizados. Mais tarde, quem sabe, poderemos jogar um pouco de napalm neles, esses filhos da puta...

- Você não pode fazer isto. Os pobres coitados não tem a menor chance de resposta.

- Desculpe. Eu sempre me esqueço. Sempre pensando em conquistar o mundo....

 
 

Cena 6

Música ruidosa com toques de Rock Minuetto.

Narrador :

...Uma radiação de ozônio enchia o céu da tarde ao redor do Castelo Hohensalzburg. Eles provinham do portal ligado em energia máxima despejando carros cheios de soldados e recebendo-os de volta cheios de obras de arte e jóias. Nos intervalos dos tiros, Rice podia ouvir o barulho dos jatos trazendo pessoas dos EUA e da África. Centuriões romanos vestindo grossas placas como armadura, e lança foguetes nos ombros, acompanhavam o pessoal da Realtime de volta aos túneis que davam acesso ao Portal. Mozart estava na multidão acenando entusiasticamente para Rice.

Mozart :

- Estamos caindo fora, cara ! Fantástico ! De volta ao Realtime.

Rice :

- É uma pena todo este trabalho jogado fora.

- Estamos perdendo muitos homens, meu chapa. Esqueça. Existem muitos séculos dezoito.

Narrador :

...Os guardas afastavam a multidão. De repente surge o hovercar de Rice. Marie Antoinette desce e corre em direção a Mozart. Jebe agarrou-a a poucos passos de distância :

- Wolf seu bastardo ! Você me deixou de fora. E todas as suas promessas, seu "merde" seu cachorro !

Narrador :

...Mozart tirou seus óculos espelhados e olhando para Rice :

- Quem é esta mulher ?

- O Green Card, Wolf ! Você disse que se eu entregasse Rice aos Maçons, me daria o cartão.

Narrador :

...Ela parou para respirar e Jebe pegou-a pelo braço, forçando-a a ajoelhar-se, como teve dificuldades, deu um soco e ela caiu no chão... O mongol olhou então para Mozart :

- Então é você, hein ? Você é que é o traidor ?

Narrador :

...Com a velocidade de um bote de cobra, Jebe pegou sua pistola e encostou o cano contra o nariz de Mozart.

- Coloco minha pistola neste rock and roll, meu chapa. E não sobrará nada de você, a não ser orelhas.

Narrador :

...Nisso um único tiro ecoou através da planície. A cabeça de Jebe caiu para trás e ele como um saco foi ao chão. Rice olhou para a sua direita e Parker, o DJ, estava parado com um revólver Walther PPK :

- Foi fácil Rice ! Era um parasita, e caro !

- Você o matou !!!

- Por que não ? (abraçando Mozart) Este é meu garoto ! Eu transmiti algumas de suas novas canções pela linha há um mes atrás. Sabe o que aconteceu ? Foi o quinto lugar nas listas da Billboard ! Quinto lugar !

- Você lhe deu um Green Card, Parker ?

- Não (disse Mozart), foi Sutherland.

- E o que você fez para ela em troca ?

- Nada, eu juro cara. Bem, talvez um pouco de troca de conversa onde eu falava aquilo que ela queria ouvir. Um homem dividido, você sabe ! Sua música roubada dele, sua própria alma ! Ela me deu o Green Card e me fez entrar na conspiração. O resto você sabe.

- E quando você percebeu que ela fugiu, ficou com medo que nunca fôssemos embora, então planejou me sequestrar, usou Toinette para me entregar aos Maçons. Isto você fez.

Música se torna mais romântica...

Narrador :

...Ao ouvir seu nome Toinette foi despertando de onde estava caída. Rice não quis saber das feridas, cortes, sujeira, das ondas de seu jeans de pele de leopardo. Ela era a criatura mais maravilhosa que ele tinha visto... Então Mozart disse :

Rock - Minuetto...

-Eu fui um Maçon Livre por um tempo. Veja só, eles são muito nervosos. Então o que fiz foi mover alguns cordões aqui e acolá e ver o que aconteceria. Ver o que poderia tirar deles...

- Você não pode usar as pessoas desta forma !

- Merda Rice ! Você faz isto todo o tempo ! Eu realmente precisava desta batalha com a Realtime, para que pudesse cair fora. Pelo amor de Deus, eu não poderia esperar por 15 anos para atravessar a linha. A História diz que eu estarei morto em 15 anos ! Não queria morrer neste buraco ! Eu quero aquele carro e o estúdio de gravação !

- Esqueça, meu chapa. Quando chegarmos no Realtime e a história ficar clara, você verá...

- Você é quem deve esquecer ! (Parker rindo). Estamos falando no Top Pops aqui. Não de uma refinaria miserável. E, (se dirigindo para Mozart), Wolf meu querido, vamos por estes túneis. Eu tenho alguns papéis para você assinar tão logo cheguemos no futuro.

Música fica melancólica

Tema de Mozart...Longo...

Narrador :

...O Sol se punha, mas nuvens de fumaça cobriam quase todo o horizonte da cidade. Por um tempo ficou parado olhando aquela fumaça, depois chacoalhando a cabeça pensou que o tempo de Salzburgo tinha se acabado. Carregando Toillete por sobre os ombros, Rice foi caminhando para a segurança dos túneis....

Música fecha a Cena.

Créditos e Final.

Wilson Sukorski

(SP 24.10.94)